Não sou de elogiar qualquer evento, e muitos organizadores mais próximos sabem disso. Ao término de vários eventos, eu faço questão de parabenizá-los, mas sempre indico pontos de melhora para a próxima edição. Eles me “cobram” e eu faço questão de dizer, afinal de contas, evento que quer crescer e parceria funciona desta forma: com feedback construtivo.

Foto: Folder do 1° Ecopedal de Fernando Pedroza.

Ontem, dia 17/06, dois “novatos” entraram em “trilha” no que se refere a organização deste tipo de evento. Um deles, realizou um evento no ano passado que na minha humilde opinião, foi um dos 3 melhores em que pude participar. O outro, até então não tinha ouvido falar, mas que agora não tenho como esquecer do nome.

Com uma recepção digna de gente grande, fui super bem recebido pela organização e pelo pessoal da cidade de Fernando Pedroza, pois parecíamos que nos conhecíamos a muito tempo. Um entrosamento e uma energia contagiante.

Para quem optou por ir no dia anterior, estes foram recepcionados em um local as margens da BR-405, com uma decoração customizada para o evento. Local simples, mas que pode entreter a maioria dos ciclistas durante o recebimento do seu kit, com direito a um show ao vivo.

Descrever sobre o que ocorreu no evento, acho que neste momento nem cabe, pois os vídeos vão descrever mais do que eu posso dizer (clique aqui para ver o primeiro), como: Subidas, descidas, sinalização, pontos de apoio e etc.

Mas de forma geral, o que posso dizer é:

O Kit muito bem montado, organizado, e dispostos com itens que o ciclista normalmente usa, como barra de cereal, paçoca, fichas para a utilização no evento, além da comenda – para evitar tumulto e perca de fichas ao final, a camisa e um pano (esqueci o nome) que poderia ser utilizado como balaclava ou touca para reter o suor. Protetor solar? Disponível durante todo o trajeto.

De forma geral, o evento foi digno de quem já tem experiencia na organização de tal. Os horários foram cumpridos rigorosamente como o prometido, tanto que as 6:30 da manhã, já estávamos saindo para pedalar devidamente alimentados. Os estradões de terra batida, estavam sendo utilizados como transição para trilhas, totalizando cerca de 40% do trajeto somente, pois os 60% restantes, encontravamos só aquele caminho de rato, como quem gosta de MTB quer.

Mas nem tudo foram flores para alguns ciclistas. O circuito apesar de tranquilo, necessitava que o ciclista mantive-se o giro alto, pois era composto de pequenos trechos de areia ou pedra, de forma constante e como é sabido: Pra não atolar tem que girar rápido. Não era nada de outro mundo, mas tinha que girar. Taí um probleminha para quem não estava com o preparo em dia.

Pontos de apoio, sempre bem sinalizados, e até nos momentos em que passei, bem limpos, tranquilos – sem tumulto, nem sempre bem animados pelos ciclistas, POIS desta vez eu estava andando na parte da frente do pelote. Mas com certeza não faltou animação por quem vinha sem muita pressa no trajeto. Com exceção do Ponto n°5, que desde a minha chegada até a minha saída, o forró e animação dançaram de mãos juntas durante toda a duração do evento.

Nossa recepção na chegada, super tranquila, com almoço já disponível e um trio elétrico fazendo a festa a medida que os ciclistas iam chegando. E o sorteio dos brindes? Durou o tempo exato para faze-lo. Deixe-me explicar: Muitos organizadores sorteiam inúmeros brindes (meia, raquete, chuteira, copo, menino, cachorro, periquito, papagaio e etc), para agradar a maior quantidade de ciclistas, e eu não vejo problema nisso. Mas quando todos esperam por um premio maior – neste caso foi uma bicicleta, essa demora é tortuosa. Já estamos cansados e doidos para pegar a estrada novamente. Imagina ter 30 brindes para serem sorteados, um a um? Em Fernando Pedroza, quando o sorteio parecia que ia ficar chato pela demora, tivemos o anuncio que a bicicleta ia ser sorteada naquele momento. Que beleza!

O 1° Ecopedal Pedra do Sapo, foi um evento na medida, na minha opinião. Falhas? Devem ter existido, pois confesso que não pude ser afetado por elas, ainda que pela minha experiência eu consiga ver algo. Em contraponto, se existiu, este evento merece ser lembrado pela memória que deixou, pois foi fantástico.

Ah sim, vi um problema. Entre o km 45/47, eu vi um trio elétrico anunciando o final do percurso e o final do evento para quem chegasse. Oh vontade de pedalar mais! Na próxima, coloca esse bendito uns 30 km mais a frente. #ficaadica

Mais uma vez, meus sinceros agradecimentos a toda equipe envolvida no evento. Vocês foram demais!

Ao longo da semana posto os vídeos no nosso canal no youtube (clique aqui) e não deixe de clicar em inscrever-se por lá.

E a sua opinião sobre o evento? Compartilhe ai conosco.

Resumo do blog Foco Central sobre o evento.

 

Deixe logo abaixo o seu comentário