Avaliada em cerca de US $ 5.000, acredita-se que a peça seja apenas o quarto item da história a ser tecido a partir da seda da Aranha de Madagascar.

E eu não errei na hora de digitar o valor…

Fato é que para quem quer ser exclusivo, tem de pagar o preço, principalmente por ser um dos materiais mais RAROS já utilizados para tricotar uma peça de roupa.

As meias de seda de aranha Golden Orb, no entanto, marcam o pontapé inicial para uma nova colaboração de modelos de meias entre o famoso estilista Alexander Julian e o DeFeet.

Levada para a equipe profissional de ciclismo Quickstep durante o Tour de France, a rara meia “troféu” foi passada pelo fundador Shane Cooper, que explicou por que a empresa empreendeu o projeto luxuoso.

“Porque eles são incríveis. A fibra natural é incrível e, no que nos diz respeito, ela precisou ser feita. Isso tem sido um fascínio, alguns chamam de obsessão, mas implementar o que aprendemos da natureza em meias é a nossa paixão. Isso nos impulsiona”

Sabe-se que, em apenas três outras vezes na história foram feitos itens completos de seda de aranha Golden Orb. Dois deles eram para a esposa de Napoleão Bonaparte, uma roupa de cama de ouro que foi roubada da Feira Mundial em 1900 e um par de luvas de ouro. O terceiro foi um manto de ouro que está agora em exposição no Smithsonian, nos EUA.

As meias agora serão exibidas na sede da Quicksteps, na Bélgica, simbolizando mais de 20 anos de parceria com a DeFeet.

Cooper termina dizendo “Imagine que a fibra que é 5 vezes mais forte que o aço, leve como uma pena e pode ser feita usando métodos que criam muito menos poluição do que qualquer coisa que existe atualmente.” A DeFeet acredita que é um caminho que vale a pena seguir.

Eai, teria coragem de dar uma voltinha com essa belezinha?

Deixe logo abaixo o seu comentário