Não muito difícil é ver ciclistas tomando aqueles energéticos em forma de gel. Para alguns, eles são a ultima gota de água no meio do deserto, que não deixam a fadiga atrapalhar o seu treino. Para outros, não há tanta diferença assim, já que nem sempre dão o mesmo resultado.

Vou repassar algumas dicas que podem ajuda-lo a consumi-lo melhor durante seu treino.

Dica 1: Consuma-os de forma mais lenta

Ao tomar um gel deste, de forma bem básica, você está ingerindo uma boa quantidade de glicose no estômago. Quando ela é feita de uma maneira rápida e de uma única vez, em algumas pessoas ele pode causa náuseas e uma dor no estômago. Em algumas pessoas, ele pode causa o efeito rebote, e assim sofrer hipoglicemia. Consuma-os pouco a pouco, seu corpo vai assimilar melhor e você poderá evitar os efeitos adversos.

Dica 2: Beba com algum tipo de líquido, desde que não seja isotônico.

Por incorporar uma boa quantidade de água em sua composição, tomar mais água, facilita na assimilação do gel por parte do nosso corpo. Isotônicos, por conterem um grande volume de açúcar, fazem uma grande quantidade de glicose ser “injetada” de uma unica vez no seu corpo. Como dito na Dica 1, isso pode resultar em hipoglicemia e dor gastrointestinal.

Dica 3: Quando consumir?

Esses géis nos fornecem o tipo de energia que nosso corpo consome primeiro – alguns géis são específicos para o consumo bem antes de nossa partida de bicicleta, não precisando leva-los até obtermos cerca de 90 minutos de pedal. Se por via de regra tomamos um gel antes do treino, até tendo comido logo antes, podemos sofrer os efeitos de hipoglicemia supracitados.

Dica 4: Vários sabores

Em pedais longos com mais de 2-3 horas o ideal é que nossa comida não seja composta apenas de géis, mesmo assim, se tomarmos vários durante o mesmo passeio tentamos ser de diferentes sabores e até alternando sabores doces e salgados. A combinação que esses géis podem produzir pode impedi-lo de comer alimentos e, portanto, a aparência imediata de fadiga. Cuidado!

Dica 5: Nutrição

Normalmente, durante os meus treinos ou passeios, não consumo este tipo de gel e reservo para corridas ou passeios especiais. Está provado que, se nos acostumarmos a tomar esses suplementos pouco a pouco, nosso organismo melhorará a absorção de nutrientes desses alimentos e melhorará a entrega destes em nosso desempenho.

Portanto, não confie no que funciona para as pessoas ao seu redor e faça seus próprios testes até encontrar os géis que você gosta e se sentir melhor. E depois de encontrá-los, incorporá-los em seu treinamento, não espere até até aquele dia especial.

E você? Tem tomando muito energético em gel durante os seus treinos?

Deixe logo abaixo o seu comentário