Quando compramos nossa primeira bicicleta, é comum andarmos sozinhos ou no máximo com alguns amigos mais próximos, aqueles que te incentivaram a entrar no esporte. É comum fazermos isso para nos testar, e ver como anda nosso condicionamento físico, afim de saber se qualquer subidinha mixuruca abre “os bicos” do pulmão. Eai, chama o SAMU?

Mas é fato que se quisermos andar mais rápido, precisamos andar com um grupo, por vários motivos pelos quais já listei aqui no BikeRN, dentre eles, a oportunidade de andar com pessoas que andam mais rápido que nós.

Copa Norte e Nordeste de Ciclismo de Estrada
Crédito: Wesley Kestrel/CBC

Mas ao fazer nossa incursão no grupo, é preciso saber de algumas coisas… algumas dicas:

Tome uma posição defensiva
Ao andar em grupo, muitos ciclistas estão sempre muito juntos, seja de MTB ou na estrada. Geralmente, se eu não sei o caminho, tento sempre me posicionar do lado de fora do grupo, ou ainda logo mais ao fundo do “pelote”. Desta forma, eu evito que qualquer imprevisto que venha a surgir no meio do caminho, possa ser transposto com mais facilidade, evitando assim qualquer tipo de acidente.

Olhe sempre a frente
Andando em um grupo, os movimentos devem ser precisos, suaves e harmoniosos. Bonito, não? Caso você fique nervoso, movimentos bruscos, agressivos e impensados podem desestabilizar o restante do pessoal que está andando com você.
Olhe sempre a frente, afim de prever o surgimento de algum buraco, obstáculo, descida, subida, para cadenciar o seu giro ou movimento e assim continuar no ritmo do grupo.

Bom senso, nunca é demais
Precisa comer ou se reidratar? Eu faço isso sempre na reta. Na subida comer e beber, certamente te trará perca de giro e ritmo (sem contar que você pode se engasgar), pois você precisará de ar. Neste momento, seu corpo estará preocupado em fornecer o máximo de ar para seus pulmões. E em descidas? Na maioria das vezes, se você tiver uma visão muito ampla do terreno a sua frente, poderá dar certo, desde que sua bicicleta não ganhe muita velocidade e não tenha obstáculos a sua frente. Conselho? O bom mesmo é na reta!

Subidas
Estude com carinho, e isso você só vai ganhar com treino e prática. Eu consigo fazer uma leitura rápida do trecho e sei como vou trabalhar para escalar a “bendita”.
Se estou cansado e o trecho total ainda é longo, geralmente aviso que não irei subir rápido e abro para os demais parceiros que irão imprimir um ritmo mais forte. Assim “economizo” perna.
Se estou com o gás total, me posiciono na frente do pessoal o quanto antes e venho trabalhando em uma cadência/giro que me possibilite subir sem perder o ritmo. Se venho de trás, ultrapassando o pessoal, venho avisando em um tom médio que estou passando pela direita/esquerda o ciclista, evitando assim, que ele tenha movimentos para desviar-se de obstáculos e acabe vindo para o meu lado, causando acidente!
Deixe sempre um espaço para quem vai a sua frente, para que em momentos de frenagem de emergência, você possa reagir o quanto antes.

E você, tem alguma dica importante nestes tópicos? Comenta ai!

Deixe logo abaixo o seu comentário