No ciclismo, ao se aproximar de um adversário mas não pretendendo abaixar o ritmo, é comum colocar a palma da mão nas costas do adversário. Stefano Pirazzi inovou e preferiu colocar a mão (e o dedo) no banco da bicicleta de Kilian Frankiny.

Deixe logo abaixo o seu comentário