Pra quem pratica o ciclismo, principalmente o MTB, sabe que em meio as trilhas, encontraremos mato, areia, pedras e paus e claro: Água. Vira e mexe, a travessias de rios e riachos, são motivos de comentários entre os praticantes do esporte.

Confira algumas dicas para atravessar o rio com uma bike:

1. Antecipe-se
Quando nos aproximamos do rio é quando temos que reunir grande parte da informação que nos ajudará a atravessá-lo com sucesso. Por exemplo, antes de entrar, devemos ter escolhido o caminho mais fácil, isto é, onde a corrente é menor e há menos obstáculos.

Além disso, antes de entrar teremos que definir um ponto de saída que será o que teremos como referência enquanto andamos no rio, em conjunto com as pedras.

2. Não atravesse caso a correnteza esteja forte.
Aqui no nordeste nem tanto, já que o volume de água dos rios é em sua maioria baixo, devido ao baixo volume de águas da chuva, ao contrário de outras regiões do pais.
Este, com certeza é um dos conselhos mais importantes para evitar complicações maiores, afinal de contas, atravessar um rio com uma correnteza mais forte portanto equipamentos eletrônicos, bicicletas e outros itens, não deve ser nada fácil.

3. Procure um lugar seco para fazer a travessia
Antes de atravessar o rio, olhe para os dois lados, pois caso você chegue no rio por meio de uma trilha, possivelmente há uma ponte ou passagem seca, feita por alguém para transpor o rio. Não acho muito legal pedalar molhado, por conta de vários motivos.

4. Entre na cadência e em um giro mais leve

Ao entrar no leito de um rio, não sabemos que nos encontraremos em seu fundo, mas normalmente haverá areia e pedras. Em ambos os casos, fará com que o Mountain Biker diminua a velocidade, por isso é necessário ter uma ideia antes de entrar no rio, o que nos permite pedalar rapidamente, mas ao mesmo tempo com tração para mantermos a rota dentro da água. Manter-se em movimento dentro do rio é o ponto chave.

5. Entre com muito cuidado
É possível que nos primeiros centímetros de pedalada, principalmente se você vier muito rápido, você poderá perder o controle devido a “aquaplanagem”. Entre mais devagar, de forma um pouco mais lenta, distribuindo o peso entre os dois eixos.

6. Evite pedras escuras ou verdes
Embora você ache que ande muito bem na água, evite as pedras escuras ou ainda verdes, pois com a cobertura cheia de musgo, elas vão fazer você escorregar mais rápido do que no sabão.

Deixe logo abaixo o seu comentário