Final de ano chegando, Papai Noel batendo ai na porta e creio que você tem alguns motivos para trocar de bikes neste ano novo. Sabe como é: Ano novo, bike nova.

A Sense Bikes, que é uma marca relativamente nova, mas que vem trazendo bastante inovação à este mercado, apresentou sua linha 2017.

Eu particularmente fiquei apaixonado na “Impact Pro” e na “Invictus”. Independente do que digam, eu achei as bikes com o visual bastante agressivo e moderno, isso porque ainda tem seu conjunto de peças, que é algo à parte.

O que me impressiona, é a quantidade de bikes aqui no nordeste da marca Sense. Já vi algumas de longe – sem um olhar técnico, e o que me transparece é que são bikes boas com satisfação por parte de seus proprietários.

Naquele estilo, bate-bola-jogo-rápido, nos próximos dias, teremos posts sobre cada bike da linha Sense linha 2017.

Sense Bike ACTIV

Uma bike urbana. Acho que pode ser definida desta forma.

Para locomoção, para ir na padaria comprar um pão – como costumamos dizer por aqui, para lazer ou ir ao trabalho. Leve, já que não há suspensões para agregar peso à bike. Discreta, já que não há vários tons de cores sobre o quadro.

Sense Activ
Foto: Divulgação Sense

Segundo dados da fabricante, seu quadro e garfo são de alumínio, para maior leveza do conjunto combinados à uma transmissão shimano altus de 24V, com freios mecânicos e pneus desenvolvidos especialmente para rodar no asfalto.

O peso bruto da Sense ACTIV é de 13,6Kg, com quadros no tamanho 17” e 19” (pessoas entre 1.65m e 1.85m em média).

Para poder ter esta belezinha acompanhando você pela cidade, o preço deve girar entorno de R$ 2.300,00. Foi o que vi em alguns sites de compra, pela internet.

Procurei alguns vídeos sobre a bike no youtube, e confesso que não achei nada só sobre ela.

Mas tem este vídeo do pessoal do “Bike é legal” que faz uma análise rápida sobre a Sense Activ.

Curte ai:

COMPARTILHAR
Artigo anteriorExposição de bikes antigas em Natal
Próximo artigoSpray que pode salvar vidas de muitos ciclistas
Filipe
Entusiasta e "praticador" de esportes. Aprendeu a nadar ainda criança e descobriu o ciclismo graças ao pai, que ainda cedo o levava para passear na cidade. Desde então, sempre que pode, dá uma voltinha de bicicleta.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe logo abaixo o seu comentário