Resultado de janeiro posiciona empresas para evolução dos seus negócios; a expectativa é uma alta de cerca de 9% no acumulado dos doze meses

Foto: Fabricação de Bicicletas

As indústrias de bicicletas instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM) produziram 52.211 unidades em janeiro, o que representa alta de 49,8% sobre o mesmo período de 2017 (34.849). Na confrontação com dezembro, o aumento foi de 138,6% sobre as 21.879 bikes fabricadas no último mês do ano passado, porém é justificado pelo fato de as fábricas estarem em férias coletivas em parte daquele período. Os dados são da ABRACICLO, Associação Brasileira dos Fabricantes de Motocicletas, Ciclomotores, Motonetas, Bicicletas e Similares.

Com estes números positivos registrados no primeiro mês do ano, a entidade reforça suas projeções de crescimento do setor em 2018. A expectativa é que no acumulado dos doze meses suas associadas produzam 727 mil unidades, representando crescimento de cerca de 9% na comparação com o ano anterior, quando saíram das linhas de produção 667.363 bicicletas.

“O ano começou mais aquecido, com o mercado pedalando forte para cima, o que reforça a perspectiva de bons resultados. Este promete ser, enfim, um período de crescimento dos negócios, conforme indicam as projeções das fabricantes instaladas no Polo Industrial de Manaus (PIM)”, comenta João Ludgero, vice-presidente do segmento de Bicicletas da Abraciclo.

Resultados por categoria

Dados da entidade mostram que entre as categorias foram produzidas 29.776 bicicletas do tipo Urbana, com alta de 99,2% sobre dezembro (14.951 unidades). A categoria Mountain Bike (MTB) contou com 21.918 unidades, com resultado mensal 224,4% superior ao mês anterior (6.757 unidades). Por último, aparece a categoria Estrada, com 517 unidades, representando um aumento de 202,3% sobre dezembro (171 unidades). No que diz respeito à participação, a categoria Urbana aparece no topo do ranking, com 57%, seguida da MTB, com 42%, e Estrada (1%). É preciso levar em conta, ainda, que muitos consumidores de bicicletas do tipo MTB também estão adquirindo estes produtos para uso urbano.

Importação e Exportação

Segundo os dados do Ministério da Indústria, Comércio Exterior e Serviços (MDIC) analisados pela Abraciclo, a importação de bicicletas em todo o território nacional totalizou 17.515 unidades em janeiro, alta de 56,4% sobre o mesmo mês de 2017 (11.201). Na comparação com dezembro houve aumento de 51,2% (11.586). A maior parte das bicicletas trazidas de outros países veio principalmente da China, Canadá, Portugal, Taiwan (Formosa) e Camboja.

As exportações de bicicletas produzidas no Brasil ocorrem em menor volume, atingindo 718 unidades, o que corresponde a um aumento de 8,8% sobre as 660 unidades de janeiro de 2017, sendo o Paraguai o principal destino (705 unidades), na frente da Bolívia (13 unidades). No entanto, na confrontação com dezembro de 2017 (1.129 unidades) houve queda de 36,4% nos embarques.

Fonte: Abraciclo.

Deixe logo abaixo o seu comentário