Na manhã de hoje (10/09), na cidade de Itaú no RN, aconteceu a I Pedalada com Maria.

pedaladaComMaria3

O evento começou em frente a igreja Matriz da cidade, após um café da manhã e a benção do padre da cidade. Deu-se o início ao evento, andando por cerca de 4 km de estrada de chão e os outros 5 km, alternando entre asfalto e calçamento com os dois pontos de apoio neste percurso de 9 km. Um evento família, já que vi crianças em suas primeiras bikes, e pessoas de mais idade que adquiriram o kit para participar e prestigiar o evento.

Em minha opinião, foi um evento simples e bem objetivo. Em momento algum encontrei ciclista perdido, procurando por kits, ou sem saber de algumas informações importantes para a realização do evento, como em tantos outros, que ainda no dia do pedal não se sabe de muita coisa.

Café da manhã na medida, com vários tipos de suco, pães, bolos e frutas em um amplo espaço. Em relação aos pontos de apoio, posso dizer que não vi tumulto por parte dos ciclistas, ou qualquer coisa do tipo, já que ao contrário dos ecopedais, todos chegavam ao mesmo tempo ao PA. As equipes de apoio trabalhavam com o empenho necessário para atender à todos.

Talvez por ser um evento mais família, foi a primeira vez que vi todos os ciclistas respeitarem as regras informadas pela organização e contribuíram com a manutenção da limpeza dos pontos de apoio. Infelizmente, mas não vemos isto em todos os eventos.

No mais, meu muito obrigado ao Jadson (organizador) pelo convite para participar no evento, e parabéns pela organização do mesmo. Ainda que houvessem falhas, sei que é preciso se doar e se abdicar de tempo para a realização de um evento como este.

Segue o link para as fotos do evento EM TAMANHO REDUZIDO. Caso tenha interesse em fotos do tamanho original, favor me contactar.

Até mais e até a próxima.

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorCompilação de quedas de MTB
Próximo artigo2° EcoPedal Mossoró. O que que rolou?
Filipe
Entusiasta e "praticador" de esportes. Aprendeu a nadar ainda criança e descobriu o ciclismo graças ao pai, que ainda cedo o levava para passear na cidade. Desde então, sempre que pode, dá uma voltinha de bicicleta.

SEM COMENTÁRIOS

Deixe logo abaixo o seu comentário