Isso mesmo meus caros, eu não escrevi errado. Foram 202 km/h. Muito, mas muito rápido.

No ultimo dia 26 de novembro, por cerca de 30 minutos a BR 277, entre Curitiba e São José dos Pinhais, ficou interditada para testemunhar a maior velocidade já atingida por um ciclista em todo o mundo. Evandro Portela atingiu a marca de 202 Km/h, no tempo de 6’32”733, por 11 km, pedalando no vácuo de um carro e em estrada de rodagem comum.

Ciclista Evandro Portela bate recorde mundial de velocidade extrema. Foto: © Eric Steudel

“É uma emoção muito grande, um sonho conquistado e um grande desafio. Não foi fácil, enfrentei um vento contra de 20 km/h, que dificultou muito a minha progressão de velocidade. Quando estava em 190 km/h já não enxergava mais nada, a roda traseira já estava no ar, mas consegui controlar a bike e manter. Persisti e batemos a marca! Foi muito difícil, mas compensador”, declarou Portela ao final do desafio. O evento teve estrutura de segurança e apoio da Ecovia, Polícia Rodoviária Federal, Departamento de Estradas e Rodagem (DER-PR), e Prefeitura de São José dos Pinhais.

Para atingir a marca, Evandro iniciou pedalando até ganhar velocidade. Ao atingir 50 km/h, o atleta entrou no vácuo do carro e juntos aceleraram até chegar à velocidade final em uma distância de 11 quilômetros. O desafio foi homologado pela Associação de Comissários de Ciclismo do Paraná. O carro, preparado para a ocasião, foi um Subaru WRX 4X4 350 CV turbo, pilotado por um motorista com experiência em alta velocidade, estruturado com uma carenagem de acrílico que criou o vácuo, quebrando a barreira do vento.

Coroa de 105 dentes. © Eric STEUDEL

Para tal, foi usada uma bicicleta comum de estrada, mas com todos os rolamentos de cerâmica, para reduzir o atrito e suportar a velocidade; a roda da frente era de alumínio, para ser mais pesada e estável que uma de carbono; os raios da roda traseira eram achatados, para uma menor resistência com o ar; a roupa foi desenvolvida para cortar o vento e os pneus colocados na bicicleta, à prova de furos. Mas o que chama atenção na bike sem dúvida é o tamanho da coroa, de 105 dentes.

Evandro não pretende descansar e já lançou o próximo desafio, que é chegar a 280 km/h. Pela postagem que fez no Facebook logo após o desafio na BR 277, temos uma pista de onde pode ocorrer isso: Bonneville Salt Flats, um deserto de sal nos Estados Unidos, famoso por ser palco de desafios de alta velocidade e pelas corridas com veículos que chegam a ultrapassar os 1000 km/h.

 

SEM COMENTÁRIOS

Deixe logo abaixo o seu comentário