Na ultima semana um vídeo viralizou na internet.

De forma bem rápida, dois ciclistas estavam fazendo uma trilha bastante comum na região de Curitiba – um percurso de 90km que passa por cima da Ponte do Arcos, em Balsa Nova.

Neste belíssimo percurso, que é praticado por vários MTB da região, é “necessário” atravessar uma ponte ferroviária que tem 600m de extensão com 60m de altura.

O “problema” todo aconteceu com 2/3 de travessia da ponte. O trem vinha na direção contrária e os dois ciclistas sem a chance e tempo de voltar, encontraram um recuo na plataforma da ponte.

Mesmo tendo calculado o suficiente para o trem passar – os 2 ciclistas dividiram o espaço de 1 metro quadrado com as bicicletas, o que não foi o suficiente para que o trem atingisse as bikes. Uma das bikes foi arremessada para fora da plataforma e a outra foi totalmente destruída.

Em relação aos ciclistas, um sofreu machucados na coxa e foi encaminhado para o hospital e o outro machucou bastante o joelho. Recuperados, já estão de volta a vida normal.

Mais do que ver o vídeo e compartilhar para que outros não façam o mesmo, é importante lembrar que na nossa região, cruzamos rotineiramente com ferrovias e estradas no meio de nossas trilhas. Todo o cuidado que você tomar ainda será pouco perto do que pode acontecer.

Isso ainda vale para trilhas que tem um certo risco de queda, como valas feitas pela água ou erosão da terra, pedras soltas ou outro relevo e forma que envolva muito mais habilidade do que você tem naquele momento.

Pense nisso!

 

SEM COMENTÁRIOS

Deixe logo abaixo o seu comentário