O Site GCN fez um vídeo bastante interessante com 5 dicas para deixar sua bike voando baixo sem gastar quase nada para fazer isso. Apesar do vídeo tratar sobre bike de estrada (também conhecidas como Speed), entendo que também servem para as MTB.

Em uma tradução livre e encurtando a história, as 5 dicas são:

1 – Limpe a sua magrela bicicleta.

Mantenha sua bicicleta sempre limpa. Calma, não é pra jogar o balde de água com sabão sobre ela. Sujeira no sistema de coroas, catracas, correntes e roldanas aumentam e muito a fricção entre estes componentes. Por consequência, como giramos milhares de vezes em um pedal, o desgaste prematuro das peças acontecerá mais cedo além de você despender de mais força a cada giro para manter a bike rodando.

Escovinha com detergente neutro e um pano seco/pouco úmido, resolvem na maioria dos casos.

2 – Pressão correta nos pneus

A resistência de rolagem dos seus pneus é outro fator que pode fazer com que você perca mais energia para manter a bike em movimento.

A correta calibragem dos pneus fará com que você pedale melhor e gaste menos energia. Caso esteja muito cheio, a bike pode perder aderência com o solo por “quicar” de forma demasiada e assim você não sairá tão fácil do local. Em caso de pneu murcho/abaixo da calibragem correta, você gastará ainda mais energia para mantê-la em movimento, visto que o atrito com o solo será muito maior.

Para saber qual a calibragem máxima do seu pneu, consulte a lateral do mesmo, pois lá estará escrito “XX psi”. Existem algumas fórmulas para descobrir a calibragem ideal mas não sei se funciona ao certo.

3 – Marchas e freios bem regulados

Freios e marchas deverão estar bem regulados para o mínimo de perca possível em relação a sua energia.

Sobre os freios, quando mais bem regulados estiverem, menos força será necessária para parar a bicicleta ou mesmo retomar a velocidade em um segundo momento.

As marchas quanto mais reguladas, menos fricção irão gerar e mais rápidas irão ser trocadas, gerando mais velocidade na troca. Imagina você subindo uma ladeira e ao trocar de marcha, a bike fica estalando por conta da marcha não ter entrado da maneira correta. Perda de tempo, força e velocidade!!!!

4 – Rolamentos limpos

Rolamentos limpos e lubrificados são extremamente importantes para para a bike andar mais rápido e reduzir o gasto de energia.

5 – Lubrificação

Lubrificar a bike é sempre bom, mas mais do que isso, é importante escolher qual o tipo de lubrificante gera menos atrito. Os lubrificantes à base de cera, via de regra, são os que geram menos fricção.

Fizemos um super artigo sobre o que você precisa para poder comprar o seu pneus. Quer conferir o artigo, clique aqui!

E você, tem mais alguma dica para acrescentar?

2 Comentários

  1. Ótimas dicas. Vale lembrar que isso é o básico. Aumentar a velocidade de forma significativa é preciso trocar o pedivela e cassete, e claro, ganhar resistência e força na pedalada. abç

    • Olá Rodrigo,

      Você está corretíssimo. Isso é só o básico, mas que muita gente não o faz. Só o fato de encher o pneu, calibrar com a quantidade de ar correta, faz uma SENHORA diferença.

Deixe logo abaixo o seu comentário